Chez_popi
Chez Popi
2 de setembro de 2015

Coletivo 334

coletivo334_foto1-1024x683

coletivo334_foto1

Daniel conheceu Renato, que conheceu Giuliano, que adotou Banksy, que gosta de brincar como ninguém. Assim começa a história do Coletivo 334, um espaço planejado por esses mocinhos aí em cima para promover a criatividade e as boas ideias.

Cada um faz uma coisa diferente: Daniel Varella é designer gráfico e social media, Renato Bolanho é estilista e a mente criativa da marca Orum Design, Giuliano Martinuzzo trabalha como artista plástico e Banksy é um buldogue francês muito fofo que dispensa apresentações.

Todos são empreendedores e decidiram se juntar para criar o coletivo. Fugir do óbvio está no DNA desses garotos!

Além de funcionar como escritório, ateliê e espaço de criação para os três, o local ainda promove atividades e encontros com profissionais de diferentes setores. Em poucas palavras: se você quer dar uma palestra, ministrar um curso, lançar alguma coleção de roupas ou até mesmo organizar um bazar, é só procurá-los. Eles oferecem a estrutura necessária e fazem toda a divulgação que o evento precisa. Quer coisa melhor?coletivo334_foto2

A casa fica no número 334 da rua Antônio Tavares, no bairro da Aclimação, em São Paulo (SP). Daí surgiu o nome da iniciativa, que abriu as portas em dezembro de 2014. Até então, muita coisa boa já rolou por aqui, desde workshops de caligrafia a oficinas de modelo vivo – tudo ligado à arte e à criatividade.

 

O individual do Coletivo

Giuliano, Renato e Daniel são bem diferentes e seguiram por áreas distintas, mas o trabalho dos três está ligado à arte. Que tal conhecer mais sobre cada um? Veja os perfis que preparamos:

Tecidos coloridos e desenhos criativos sempre atraíram os olhares de Renato. O tempo passou, ele cresceu, estudou e decidiu mergulhar de vez nesse universo. O resultado? Trabalha há 11 anos com desenvolvimento de estamparia e pesquisa de tendências de moda e de comportamento. Hoje assina as coleções da marca Orum Design, criada para vestir pessoas de espírito livre e multicolorido. Sua cor preferida é o azul índigo – mas já foi verde, roxo e muitas outras. Prova de que é um artista em constante transformação, como a vida deve ser.

Daniel Varella trabalha como designer há dez anos. Já na infância gostava de desenhar escudos de futebol, marcas de carro e logotipo de empresas aéreas – era a sua veia de designer se manifestando desde pequeno! Seu portfólio é de dar inveja (a criatividade passou e parou por ali de vez!). Entre os trabalhos de que mais sente orgulho estão as peças do palco itinerante do Lollapalooza 2014. Gosta de silêncio para criar e punk rock para executar. Uma de suas metas para 2015 é andar mais de bicicleta, principalmente para ir ao trabalho.

Giuliano Martinuzzo é dono de linhas sinuosas que percorrem paredes e telas, sempre com delicadeza e personalidade. Com ele não tem tempo ruim – faça chuva ou sol, as suas canetas estão sempre na ativa para dar vida a lares e espaços comerciais. Gosta de experimentar coisas novas, viajar para buscar referências e não quer nem saber de rotina – quebrá-la é o combustível para as suas criações. Se diz ansioso, mas nem de longe deixa transparecer essa característica quando está desenhando.

 

A firma

Os três estavam com vontade de unir forças para fazer algo diferente – cada um já tinha o seu próprio negócio. Conversaram, tomaram a decisão e saíram por aí para buscar uma casa ampla, confortável e bem localizada. Assim que encontraram o espaço, logo se apaixonaram por ele. O passo seguinte foi renovar os ambientes – tarefa que eles tiraram de letra.coletivo334_foto3

Um dos destaques da ambientação são os lustres feitos pelos meninos. Eles usaram seis fios pendentes (para se ter uma ideia, cada um custa R$ 10,99 na loja online Hunter Trade) e uma base para encaixá-los. Repare que foi preciso colocar ganchinhos de metal no teto para prender cada fio e formar o desenho da luminária.coletivo334_foto4

A parede de entrada foi coberta com lambe-lambes. A fixação dos cartazes é feita com um rolinho de espuma embebido em cola branca diluída em água (duas partes de água para uma de cola). A Gráfica Fidalga, em São Paulo (SP), vende modelos semelhantes a R$ 50 cada (e manda para todo o Brasil).

Como recebem muitos cursos, Daniel, Giuliano e Renato decidiram comprar pufes para acomodar os convidados – tudo bem colorido. Cada um custou R$ 29,90 na loja PuffTell.coletivo334_foto6

O ateliê de Renato está na parte superior do sobrado, mas o espaço nem sempre ficou ali. Os ambientes do coletivo são modulares, ou seja, totalmente adaptáveis às tarefas que os meninos fazem no dia a dia e aos eventos realizados no local.coletivo334_foto7

O estilista coloca a mão na massa para fazer cada peça da Orum Design – o processo de fabricação das coleções é todo artesanal. Esse cuidado pode ser visto e comprovado em cada detalhe das roupas. Vibrantes, elas “celebram o estado de espírito livre, multicolorido e solto”, como ele mesmo define.coletivo334_foto8

Os tampos das mesas de trabalho são, na verdade, portas compradas em lojas de materiais de construção (uma semelhante sai por R$ 117,90 na C&C). Para as bases, eles escolheram cavaletes de madeira (R$ 32,90 cada, na Leroy Merlin).coletivo334_foto9

Coletivo334_foto10

Espaços de convivência são os pontos fortes do Coletivo 334 – a ideia dos meninos é unir ideias e pessoas.coletivo334_foto11

coletivo334_foto12

As cores usadas em portas e janelas representam os três sócios e foram escolhidas por Daniel e pelo artista plástico NOVE (siga o cara em:@digitalorganico). Ele também é o responsável pela arte linda que você vê abaixo (é a parede de entrada do Coletivo 334!).

coletivo334_foto13

Giuliano decidiu usar as paredes do coletivo para expor a arte que faz. Seus traços percorrem uma das salas e encontram diferentes quadros – resultado de um trabalho autoral do qual ele se orgulha muito.coletivo334_foto14

coletivo334_foto15

Gostou da ideia dos meninos? Anote aí a listinha de atividades que dá para realizar no Coletivo 334:

Workshops, oficinas, cursos, encontros criativos, instalações artísticas e happenings, espaço para lançamento de coleções e locação para trabalho diário.

Interessados podem conversar com eles pela página do Coletivo 334 no Facebook ou então mandar email para: coletivo334@gmail.com

la na firma_no_balls

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *